Policiais Civis do Rio de Janeiro inserem drones nas atividades

Ad Blocker Detectado

O nosso site está online graça à exibição de anúncios para os nossos visitantes. Apoie esta nova indústria desativando o seu bloqueador de anúncios Ad Blocker.

As aeronaves não tripuladas ou mais popularmente conhecidas como drones, são ferramentas já consolidadas para ganhos através das suas aplicações. É um mercado super valorizado e presente em painéis internacionais e nacionais, onde mede-se os lucros, o futuro, os riscos e os desafios.

Um dos segmentos de uso mais divulgados na mídia nacional são as aplicações voltadas para o setor governamental. Entre os benefícios proporcionados ao Governo estão o da área da Segurança Pública, onde policiais Civis e Militares já utilizam drones em algumas operações.

Roberto Calleia é Inspetor da Polícia Civil, na Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e atualmente atua em um setor criado para tratar imagens e desenvolvimento de dados. Calleia é um dos pioneiros a utilizar drones nas Operações da Polícia no Estado e relata:

“Eu sempre busco ferramentas para melhorar e facilitar o trabalho da polícia, e assim  conseguir maior eficiência e resultados. A utilização do drone tem muito em agregar para a PC, pois conseguimos garantir uma segurança e a antecipação da equipe.”

Utilizado para fotografar e mapear comunidades, permiti aos policias o reconhecimento prévio da área e o levantamento de dados; o drone participa: do planejamento da operação, das operações em tempo real e também no pós operação com a finalidade do registro de provas e reconstituição de cenas de crimes. Desde a primeira utilização do drone pela unidade, houve a constatação acerca dos reais ganhos obtidos.

“O uso do drone nas operações visa buscar a segurança da equipe. A primeira vez que utilizamos o drone foi numa operação de busca e apreensão com  um mandado de prisão. Nesse caso, o uso do drone foi fundamental, pois foi possível fazer o acompanhamento aéreo da equipe em tempo real e a orientação por rádio. O uso do drone pra mim sempre é extremamente decisivo, pois está envolvido com a segurança e eficiência dos policiais.”

Até o momento, segundo o inspetor da Polícia Civil do Rio de Janeiro, todos os drones foram adquiridos e utilizados por iniciativas dos próprios policiais, acreditando na inserção da tecnologia principalmente para aumentar a segurança dos mesmos. O seu uso é sempre avaliado pela equipe, que acredita na sua importância para várias situações.

“Nós também incluímos vídeos e relatórios de imagens, ainda mais quando essas imagens são fundamentais como meio probatório. Eu acredito muito no uso de drone em vários pontos na área de segurança, e espero que esta ferramenta no futuro permita que cada delegacia especializada tenha um drone para uso em suas operações e reconhecimento de áreas, sendo assim em pouco tempo a polícia teria um mapeamento mais pontual e relatórios bem completos.”

Buscando desenvolver e ampliar os ganhos com as possibilidades de aplicação dos drones pela Polícia Civil, Calleia está se aperfeiçoando para implementar o uso de novas técnicas, como produção de imagem 3D e em 360° e estudos voltados para mapeamento com drones. Tudo isso com o objetivo de melhorar a agilidade e precisão dos resultados gerados.

“O drone hoje para mim é uma ferramenta crucial para a segurança, e com ele se abre um leque: seja uma busca e apreensão, seja um mandado de prisão onde o drone manterá a equipe atenta e pode apontar para estes o que está ocorrendo ao seu redor através de uma vista área, ou em caso de uma fuga é possível orientar a equipe em terra para uma eficiência na prisão onde posso garantir que isto pouparia muito toda a equipe.”

Recentemente o drone foi um dos protagonistas de uma etapa da investigação de um crime com repercussão nacional. R.Calleia participou da reconstituição da cena do crime de assassinato ao Embaixador grego Kyriakos Amiridis, em Nova Iguaçu – RJ, que foi encontrado carbonizado no final de dezembro e os principais suspeitos são a viúva Françoise de Souza Oliveira, o policial militar Sérgio Gomes Moreira Filho e o primo do policial Eduardo Moreira de Melo.

” O uso do drone na reprodução simulada no caso do embaixador foi pioneiro, e a sua intenção de uso era para que a reprodução fosse filmada na mesma posição das câmeras de segurança e sendo assim  mais próximo da realidade. Além disso foram feitas fotografias e mapeamento da área do local do crime. As imagens ficam gravadas em nosso backup à disposição para utilização em perícias. Acredito muito que no futuro o uso do drone fará diferença na apresentação de grande parte dos trabalhos da polícia.”

Até o momento, a equipe conta com um DJI Phantom 4, mas há interesse em fazer a aquisição de um  DJI Inspire 2 com Zenmuse Z3, que é uma câmera com zoom óptico de 7x o que evita a aproximação de áreas de risco onde o drone poderia ser abatido por bandidos, além da significativa melhora na captação de imagens para compor provas e auxiliar em áreas estratégicas.

Este é um caso de suma importância para a validação dos reais beneficiados da inserção tecnológica dos drones nas atividades da polícia. O setor da Segurança Pública é uma área que precisa de constantes melhorias, não somente para realizar suas operações com mais segurança como também para elucidar suas investigações com maior agilidade.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionando Ctrl + Enter.

mm

Adriana Guedini

Adriana Guedini é graduada em Administração de Empresas, pós-graduanda em Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e com Certificação Profissional ANBIMA - Série 10 (CPA-10) para atuação em Mercado Financeiro e de Investimentos. Sua trajetória profissional é pautada por um histórico empreendedor e de destaque em multinacionais e empresas de grande porte nacionais. Nestas, atuou nas áreas de Finanças, Comercial e Recursos Humanos, adquirindo experiência e know-how em inovação e gestão de negócios. Aqui no IntoDrones tem o objetivo de produzir e compartilhar conteúdos sobre o mercado de drones e de áreas relacionadas para conscientização, estímulo e conhecimento geral, as quais fomentam o desenvolvimento dos setores.
mm

Receba nossas atualizações

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos interessantes e atualizações direto no seu e-mail

Comentários

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: