Case ORBOZZ: Começando com o pé direito

Ad Blocker Detectado

O nosso site está online graça à exibição de anúncios para os nossos visitantes. Apoie esta nova indústria desativando o seu bloqueador de anúncios Ad Blocker.

 

Empreender com Drones – Começando com o Pé Direito

Este caso foi desenvolvimento a partir de informações cedidas pela empresa e outras fontes mencionadas no tópico “Referências”. Tem como objetivo central o estudo das boas práticas de mercado em torno de uma tecnologia emergente e de altíssimo potencial, porém com desafios para orientar e elucidar as demandas a fim de torná-las aptas para identificar empresas sérias e preparadas.

Resumo

O tema Drones para uso profissional ainda é uma das pautas mais frequentes em torno da legislação para o setor. Em meio aos avanços para a regulamentação, o mercado se movimenta, surgem os empreendedores, surgem as demandas e com isso naturalmente temos um cenário como qualquer outro, onde há bons e maus profissionais, empresas bem preparadas e empresas mal preparadas. Entre os bons exemplos temos a ORBOZZ, que é uma empresa jovem que tem como primícia a priorização da especialização técnica em torno da tecnologia e das atividades a que se propõe desempenhar. Tudo isso sempre alinhado às boas práticas empresariais e seguindo as atualizações das exigências dos órgãos reguladores de RPAs no Brasil.  O caso pretende abordar sobre os fatores importantes no desenvolvimento de uma empresa para inserir no mercado produtos e serviços de qualidade, oferecidos por empresas sérias e comprometidas.

Apresentação

Eduardo Santos, Graduado em Desenho Industrial pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Formando em Engenharia Mecânica pela Universidade Salvador (UNIFACS), era Prestador de Serviços no setor de Confiabilidade de Produtos e Sistemas na Petrobrás Uo Fafen-Ba e foi lá que identificou o potencial de mercado dos drones, onde viu os possíveis benefícios que a inserção de novas tecnologias em manutenção e gestão industrial integradas com os sistemas de gestão da própria organização poderiam trazer à Indústria.

Espera-se que uma das áreas de maiores retornos financeiros com drones sejam a da Infraestrutura e alguns estudos já foram publicados a respeito. De acordo com  Eduardo Santos:

 “Em minhas pesquisas vi que algumas empresas já aplicavam com êxito os drones em plantas industriais, como em inspeções visuais de equipamentos estáticos e percebi que os métodos realmente funcionariam com o emprego da tecnologia, otimizando as operações, diminuindo custo e evitando riscos de acidente em áreas perigosas e de difícil acesso onde até então, em sua grande maioria, é predominante de recursos humanos para realização dos serviços.”

Como Eduardo Santos tinha grande experiência no setor, além da formação adequada para sua área pretendida de atuação, pôde tomar decisões mais assertivas, o levando para caminhos mais competitivos e embasados técnicamente. Após identificar o nicho, Eduardo iniciou sua busca por conhecimento acerca do mercado e da tecnologia dos drones, onde mesmo em posse dos equipamentos necessários, dedicou cerca de mais quatro meses de preparo antes de iniciar suas atividades.

“… além da bagagem técnica, estar diante de um setor emergente e ainda em desenvolvimento, alinhando-se em primeiro lugar com padrões de segurança para utilização dos drones aplicados a benefícios civis e pautado pelas boas práticas empresariais para início de negócios, pode colocar a ORBOZZ em posição de destaque no mercado.” Eduardo Santos

No entanto, mesmo diante de tais compromissos e investimentos assumidos, a ORBOZZ enfrenta desafios de mercado, onde há usuários sem bases de formação, carentes de estudo para operar drones e sem princípios básicos de segurança como utilização de equipamentos sem procedência garantida, sem legalização nos órgãos regulamentadores e sem conhecimento das normas de segurança já existentes. Em suma, usuários desorientados e inconscientes, aventureiros em busca de retornos financeiros rápidos a qualquer custo,  que contribuem negativamente para a formação de conceitos e aceitabilidade do mercado para os drones com finalidades comerciais. Este caso tem como objetivo promover a reflexão do empreendedor de drones para a real necessidade em buscar por excelência nos métodos, a fim de sobressair e elevar os padrões do mercado.

Contextualização

A ORBOZZ é uma empresa jovem de Salvador –BA, fundada em meados de 2016 por Eduardo Santos. Hoje possui infraestrutura digital com site e está presente nas redes sociais com página no Facebook, Instagram e canal no Youtube onde publica os primeiros trabalhos da empresa. Apesar de possuir capital enxuto para investimento, também se preocupou com o espaço físico de atendimento ao cliente e hoje trabalha com o sistema de coworking, que é uma excelente opção e é aposta de pequenos, médios e em alguns casos até por grandes empreendedores.  O coworking é um modelo de trabalho que se baseia no compartilhamento de espaços e estrutura de escritório, possibilitanto a locação de salas compartilhadas ou privativas, além de números de telefone com secretária e até endereço comercial físico. A ORBOZZ é fiscalmente legalizada, além de oferecer estrutura administrativa com  padrões de atendimento ao cliente.

A primeira atitude que Eduardo Santos teve foi a de pesquisar o mercado e modelar seus produtos . Hoje presta serviços nos ramos de Indústria e Construção Civil, mas também analisa demandas do Mercado Imobiliário, Cobertura de Eventos e Publicidade, sempre optando por aquelas que se enquadrem no perfil e valores da empresa. Após modelar seu produto,  E.Santos fez diversas pesquisas acerca dos equipamentos disponíveis do mercado. Entrou em contato com empresas de venda de drones, buscou conhecimento e fez sua opção. Inicialmente foi investido cerca de R$16.000,00, subdividido entre drone, baterias extras, ipad, aplicativo de vôo, além de curso de pilotagem. E.Santos mantém seu compromisso em estar dentro das normas de segurança, onde seu drone tem Homologação da Anatel, além do próprio já possuir autorização da ANAC e Indicativo de Piloto no DECEA. O mesmo acompanha as atualizações das normas e está sempre presente em eventos dos órgãos, como no caso do último encontro com operadores de RPAs ocorrido em Salvador-BA no dia 27 de janeiro de 2017, um evento promovido pela Polícia Militar da Bahia e do Grupamento Aéreo (GRAER). Foi lá que soube em primeira mão sobre as atualizaçõas da ICA 100-40, que é o conjunto de normas do DECEA para operações com drones.

“Minha percepção e intenção é um pouco além do meu ponto inicial. Tenho metas de pesquisas, com o objetivo de utilizar a flexibilidade dos drones e sua tecnologia embarcada no desenvolvimento de procedimentos e normas de manutenção em consonância com as já reconhecidas, porém vi a necessidade de consolidar melhor a empresa e melhorar a compreensão da tecnologia antes de dar o próximo passo. Um passo necessário para pesquisar, entender e acompanhar as regras.”

 Um dos diferenciais da ORBOZZ é justamente a prestação de serviços com drones, trazendo resultados sem deixar de priorizar as boas práticas, aumentando a confiabilidade do seu cliente e promovendo atuações seguras e planejadas.

Elementos de Diferenciação

Ao receber uma procura de cliente, E.Santos identifica as necessidades iniciais para o trabalho e passando pela primeira triagem de compatibilidade com seu foco, agenda uma visita técnica ao local. Esta visita ocorre      com a finalidade de levantar todas as particularidades em torno das operações com o drone, entre elas e em especial aponta todos os riscos para que então possa realizar um trabalho adequado e seguro ou, em alguns casos em que identifique a inviabilidade, recusar a proposta.

Após a visita técnica, E. Santos modela sua Proposta Comercial e envia o orçamento ao cliente, agendando nova visita caso seja necessário para alinhamento. Após a aprovação da Proposta, um Contrato de Prestação de Serviços é firmado, assegurando os direitos e deveres de ambas as partes quanto a segurança e prazos para operação, entrega do produto e composição dos valores e pagamentos.

Com a definição das datas, a ORBOZZ se compromete a solicitar as devidas autorizações, além de fazer um planejamento conforme dados metereológicos, análise das particularidades do local,  criar um plano de vôo adequado e utilizar os equipamentos indicados com suas devidas checagens técnicas. Isso trás maior qualidade aos processos e impulsiona a extração do máximo potencial do emprego dos drones em tal prestação de serviços. Santos acredita ser “indispensável os padrões de atendimento e devida programação, pois somente assim garante a entrega de um produto ideal, dentro dos prazos e em segurança.”

Programação de Crescimento

A ORBOZZ aguarda a publicação das normas por parte da Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC) para então consolidar sua atuação e estimar seus próximos investimentos na área. E.Santos pretende fazer novos investimentos na aquisição de equipamentos, treinamentos e realizar contratação de no mínimo dois funcionários nos próximos 6 meses. Além disso, também destinará verbas para as áreas de Marketing e Contabilidade, contratando serviços externos.

Pretendo criar práticas sólidas, com elevado grau de padronização de execução, mas também adaptáveis às diferentes estruturas organizacionais, que forneçam total integração com as suas equipes de gestão de Confiabilidade.”

Espera-se que com a regulamentação  da ANAC, o uso profissional seja padronizado e com as devidas fiscalizações o mercado ganhe com uma maior retenção dos maus usuários e consequentemente isso impulsionará as movimentações financeiras com as atividades comerciais. A publicação das leis tende a  beneficiar toda uma cadeia, agregando diversas áreas de atuação, entre elas as relacionadas a gestão de empresas, bem como o próprio governo através da geração de emprego e recolhimento de impostos.

E.Santos mantém sua Gestão de Riscos em dia e acredita que suas escolhas e posicionamentos atuais o fizeram começar com o pé direito, deixando evidências de que está no caminho certo e que  ao passo em que as portas se abrirem, a ORBOZZ tem potencial para sair na frente de muitos concorrentes e continuar elevando padrões de qualidade e oferta de novos produtos ao mercado, atraindo, inclusive, as chances de captação de investidores externos.

Dilema e a Conclusão

Em tecnologias emergentes é natural que haja um processo de conhecimento das pessoas quanto aos seus riscos e benefícios e no cenário dos drones a necessidade de uma maior divulgação quanto às normas já existentes é uma das chaves para promover uma maior e mais fácil aceitação da sociedade ao emprego da tecnologia. Em fases de formações de conceitos, os empreendedores do setor possuem a responsabilidade de praticar excelência em performance, contribuindo para a disseminação de bons casos e desta forma a demanda estará cada vez mais em contato com as boas práticas, elevando seu senso crítico e então optando por empresas sérias e preparadas.

“Ainda falta conhecimento por parte de muitos clientes. Muitos não conhecem o atual conjunto de normas e não entendem a importância de optar por um equipamento com Homologação da Anatel, por exemplo. Buscam os benefícios da tecnologia, mas ainda encontram-se deficientes para identificarem boas e más escolhas. Isso em alguns casos atrasa o caminho do bom empresário.”

Referências
 PRICEWATERHOUSECOOPERS.Homepage,

DECEA.Homepage, 

PILOTO POLICIAL,

EXAME.ABRIL,

Orbozz Soluções Aéreas

Salvador – Bahia

Contato: (71) 9271-6602

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionando Ctrl + Enter.

mm

Adriana Guedini

Adriana Guedini é graduada em Administração de Empresas, pós-graduanda em Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e com Certificação Profissional ANBIMA - Série 10 (CPA-10) para atuação em Mercado Financeiro e de Investimentos. Sua trajetória profissional é pautada por um histórico empreendedor e de destaque em multinacionais e empresas de grande porte nacionais. Nestas, atuou nas áreas de Finanças, Comercial e Recursos Humanos, adquirindo experiência e know-how em inovação e gestão de negócios. Aqui no IntoDrones tem o objetivo de produzir e compartilhar conteúdos sobre o mercado de drones e de áreas relacionadas para conscientização, estímulo e conhecimento geral, as quais fomentam o desenvolvimento dos setores.
mm

Receba nossas atualizações

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos interessantes e atualizações direto no seu e-mail

Comentários

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: