AgriAnalys Drone da Haevic com multispectral inicia processamento de imagens durante o voo

Ad Blocker Detectado

O nosso site está online graça à exibição de anúncios para os nossos visitantes. Apoie esta nova indústria desativando o seu bloqueador de anúncios Ad Blocker.

1
3p1
first_photos01-d91ed1c1cb

HAEVIC, conhecida fabricante de drones da cidade de Potchefstroom, na África do Sul, introduziu uma nova plataforma de drone que pode fornecer imagens multiespectrais completas e altamente precisas dos cultivos em questão de minutos.

Estas informações dão ao fazendeiro uma indicação imediata da localização de  doenças ou stress da planta, podendo também realizar contagem de plantas  e estimativa da biomassa.

HAEVIC acaba de lançar o seu AgriAnalys Drone.

A HAEVIC adquiriu os direitos de distribuição da brilhante câmera multiespectral Slantrange Dr. Gerhard Coetzee, Diretor Geral da HAEVIC
.

O AgriAnalys Drone tem aproximadamente 47 min de autonomia de voo.  A câmera Slantrange que compõe o AgriAnalys Drone permite que o processamento comece com o sensor a bordo do drone, durante o voo, assim quando aterrissar, grande parte do processamento já estará completo. A criação de ortomosaicos requer apenas 20% de sobreposição de imagens e é tão eficiente que pode ser concluída no local, em poucos minutos.

Os resultados do levantamento aéreo estarão, portanto, disponíveis minutos após o aterrissagem do drone. Além disso, a resolução disponível é de 4 cm por pixel, o que melhora de longe os resultados obtidos por imagens de satélite. Nenhuma conexão com a Internet é necessária para o AgriAnalys, o que significa que o AgriAnalys pode ser usado em áreas remotas.

Simplesmente não existe nenhum produto comparável disponível no mercado em relação à indústria de processamento de imagens NDVI.

Para o agricultor, isso tem grande valor, uma vez que agora ele pode, de forma rápida e eficaz, determinar quais medidas devem ser tomadas para melhorar ou corrigir áreas problemáticas em seus campos. Além disso, ao longo do tempo, o agricultor poderá construir um histórico de dados para comparar os resultados de diferentes épocas de plantio ao longo dos anos.

 

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionando Ctrl + Enter.

Fabíola Gonçalves

Fabíola Gonçalves

Fabíola é Engenheira Agrônoma (CREA/RJ 2017105731) com doutorado em ciências pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Foi premiada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (CREA-RJ) pelas pesquisas realizadas ao longo do seu mestrado. Possui especialização em Gestão Ambiental pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro. Devido aos seus conhecimentos em fundamentos e aplicações do sensoriamento remoto e de processamento digital de imagens via satélite adquiridos durante o mestrado, ela tem se dedicado cada vez mais em buscar soluções utilizando dados oriundos dos Drones/RPAs/VANTs.
Fabíola Gonçalves

Receba nossas atualizações

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos interessantes e atualizações direto no seu e-mail

Comentários

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: