Startups de drones precisam melhorar visão empreendedora

Ad Blocker Detectado

O nosso site está online graça à exibição de anúncios para os nossos visitantes. Apoie esta nova indústria desativando o seu bloqueador de anúncios Ad Blocker.

A Anjos do Brasil é uma organização de Investidores Anjo fundada pelo executivo de sucesso Cassio A. Spina com o objetivo de apoiar startups em fase de crescimento. A organização tem como missão o “fomento ao investimento anjo para apoio ao empreendedorismo de inovação brasileiro”  e hoje possui 16 núcleos espalhados por diversos estados do país, acelerando startups com investimento médio, por empresa, entre  R$200 mil a R$500 mil, podendo chegar até R$1 milhão. Cassio Spina é autor de um dos 10 livros de empreendedorismo mais vendidos no Brasil em 2014 e organizador da última edição do Congresso Investimento Anjo (CIA), que em 2016 aconteceu no auditório da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. O Congresso contou com representantes de grandes fundos e companhias, como Intel Capital, Jacard Investimentos e Bossa Nova Investimentos, além de representantes do Vale do Silício dos fundos Band of Angels e Puente Labs.

Neste congresso foram abordados alguns resultados de uma pesquisa organizada pela Anjos do Brasil onde levantaram, na ocasião,  7.260 investidores-anjo no país, os quais pretendem investir em média R$234 mil cada até 2018, representando quase R$1,7 bilhão.


Diante deste cenário, procuramos a Organização para levantar dados acerca das startups de drones e seus respectivos envolvimentos de sucesso
.

“A Anjos do Brasil acredita nessa tecnologia como tendência de mercado, apesar de ser uma área ainda muito específica.”

Em seu site o empreendedor pode enviar um projeto de negócio para análise e candidatar-se a um financiamento. Os requisitos básicos são negócios que tenham alto potencial de crescimento e a presença de inovação, seja no produto, no processo ou no modelo de negócio. Os projetos selecionados após avaliação são encaminhados para uma rede de investidores, além de receberem indicações para programas de mentoria, workshops, cursos, eventos, competições, entre outros. Questionados sobre a maturidade e potencial das startups de drones que submeteram seus projetos para análise, a Anjos do Brasil relatou:

“… analisando os projetos que recebemos na Anjos do Brasil, ainda falta uma visão de negócios ao empreendedor dessa área. Nos casos que acompanhamos na Anjos do Brasil, os empreendedores eram muito técnicos e não tinham uma visão dos negócios que são necessários para construir uma startup.”

A importância da visão empreendedora, acompanhada de uma boa base de negócios e um planejamento de atuação, são essenciais para tornar a proposta atrativa independentemente da área de atuação. A Proposta de Negócio é tão importante quanto o Projeto Técnico e este tem sido o fator chave para a dificuldade de acesso à Startups de drones em aceleradoras como a Anjos do Brasil.

“Observamos também que em ecossistemas mais maduros, existe a soma desses dois componentes. Ou seja, dois sócios, por exemplo, sendo que um deles é técnico e outro com uma boa visão de negócio.”

Um bom empreendedor reúne características como imaginação, determinação, habilidade de organizar, habilidade de liderar pessoas e habilidade de conhecer tecnicamente etapas e processos. Aquele que é capaz de destruir o velho para criar algo novo.

Um projeto de negócio atrativo tem uma boa definição do tipo de solução inovadora e seu empreendedor conhece o mercado de atuação, conhece o seu público e enxerga as tendências. Tudo isso concentrado em um bom plano de negócio, com perspectivas à médio e longo prazo. Entender da tecnologia e suas aplicações e estar amparado tecnicamente para desempenhar a parte operacional não é o suficiente para tornar sua proposta de negócio competitiva e sobressalente. A Anjos do Brasil relata:

Os empreendedores acreditam que uma boa base técnica já é o suficiente para fazer o negócio dar certo, mas apenas isso não basta. É necessária a soma desses dois fatores.”

Em nosso artigo “7 Passos para ter Sucesso no seu Empreendimento com Drones”, abordamos posturas e ações que estão diretamente relacionadas a este perfil empreendedor, que somado às suas habilidades técnicas elevarão os níveis da sua Proposta de Negócio.

Automaticamente o próprio mercado se encarregará de classificar os usuários empreendedores no segmento, onde teremos baixa, média e elevada expressão de destaque. Alguns ainda poderão vir a atuar apenas como mão de obra qualificada para prestação de serviços a essas empresas.

Caso você já seja um empreendedor diferenciado e com uma proposta inovadora, a Anjos do Brasil possui diversas dicas e instruções para direcionar sua apresentação de negócio a um investidor-anjo e então resultar na aceleração do seu Projeto. O Investidor-Anjo não auxilia apenas com capital financeiro, mas aplica sua experiência, seus conhecimentos e sua rede de relacionamentos para orientar e aumentar suas chances de sucesso.

Se você encontrou um erro de ortografia, notifique-nos por favor, selecionando o texto e pressionando Ctrl + Enter.

mm

Adriana Guedini

Adriana Guedini é graduada em Administração de Empresas, pós-graduanda em Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e com Certificação Profissional ANBIMA - Série 10 (CPA-10) para atuação em Mercado Financeiro e de Investimentos. Sua trajetória profissional é pautada por um histórico empreendedor e de destaque em multinacionais e empresas de grande porte nacionais. Nestas, atuou nas áreas de Finanças, Comercial e Recursos Humanos, adquirindo experiência e know-how em inovação e gestão de negócios. Aqui no IntoDrones tem o objetivo de produzir e compartilhar conteúdos sobre o mercado de drones e de áreas relacionadas para conscientização, estímulo e conhecimento geral, as quais fomentam o desenvolvimento dos setores.
mm

Receba nossas atualizações

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos interessantes e atualizações direto no seu e-mail

Comentários

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: